Revista Tema Livre

fotos



Imagens de Portugal: Palácio de Queluz.





A Quinta de Queluz, outrora posse de simpatizantes de Castela que tiveram seus bens confiscados devido a Restauração (1640), pertencia aos filhos segundos dos reis portugueses, devido à instituição da Casa do Infantado, criada por D. João IV (1604-1656) em 1654.

A passagem da “Casa de Campo” de Queluz para Palácio deve-se à D. Pedro (1717-1786), futuro D. Pedro III, que inicia as obras em 1747.

Devido ao casamento de D. Pedro com a sua sobrinha, filha do seu irmão D. José I (1714-1777), a futura rainha D. Maria I (1734-1816), o projeto inicial é alterado e novas obras são iniciadas, tendo como arquiteto o francês Jean Baptiste Robillion (falecido em 1782).

Assim, o palácio que é considerado por alguns a Versalhes portuguesa e o mais belo exemplo de arquitetura rococó em Portugal, passa a ser a residência oficial de D. João e Dona Carlota em 1794, local em que foi realizado o casamento deles quase dez anos antes..

Nesse palácio, ainda veio viver D. Miguel, e a morrer Dona Carlota Joaquina. D. Pedro I do Brasil (em Portugal, D. Pedro IV, 27º rei) nasceu e faleceu no Palácio de Queluz.

O Palácio Nacional fica na freguesia de Queluz, concelho de Sintra, distrito de Lisboa.
Contato: Tel.: +351 214 343 860
Fax: +351 214 343 878
Correio Eletrônico: pnqueluz@ippar.pt

Bibliografia


Mais informações disponiveis na Revista Tema Livre sobre Dona Carlota Joaquina:
(Em ordem alfabética)

As incursões franco-espanholas ao território português: 1800 - 1810

A Presença Luso-brasileira na Região do Rio da Prata: 1808-1822,

e também na seção entrevista da Edição Comemorativa de 1 ano no ar, com a prof. dra. Francisca Azevedo.




Mais imagens de Portugal disponíveis na Revista Tema Livre:


Conimbriga, vestígios de Roma




Aveiro, a Veneza portuguesa





Fotos do Brasil (Niterói - Rio de Janeiro):


Crepúsculo Niteroiense: 1ª parte




Crepúsculo Niteroiense: 2ª parte




Voltar à Edição