Arquivo da tag: UFPB

Prof.ª Dr.ª Margarida Maria Dias (Universidade Federal da Paraíba)

Abaixo, a entrevista realizada pela Revista Tema Livre no dia 28 de julho na UFPB com a historiadora Margarida Maria Dias, coordenadora do XXII Simpósio Nacional de História e vice-presidente da ANPUH.

A Prof ª. Drª. Margarida Maria durante pronunciamento na abertura do Simpósio.

A Prof.ª Dr.ª Margarida Maria durante pronunciamento na abertura do Simpósio.

Revista Tema Livre – Primeiramente, qual a importância do evento para a região?

Margarida Maria Dias – A importância é muito grande. É um evento nacional, mas com convidados de muitos outros países. Estão hoje aqui representados todos os estados da federação, então é importante para a região, para o Estado, para a cidade de João Pessoa, não só pela relevância para a pesquisa histórica mas, também, para a divulgação do que é feito na nossa terra, da nossa cultura e dos próprios avanços da pesquisa histórica aqui no Nordeste.

RTL – E quais seriam esses avanços?

Dias – Olha, nós conseguimos uma coisa muito interessante aqui no Nordeste que foi a união dos núcleos regionais da ANPUH. Como resultado, nós temos uma troca de informação muito importante e uma troca de experiências também muito interessante. Então é muito bom, por exemplo, a gente saber que muitos colegas estão atuando em prefeituras, em cidades menores organizando arquivos, organizando fontes orais, organizando arquivos particulares, que possibilitam a escrita da história a nível local. E é interessante isso para o surgimento de outras histórias, não só dessa história tradicional, mas de outras histórias, de outros grupos, de comunidades, de movimento de trabalhadores e tal.

RTL – Quais são as atividades previstas para o evento?

Dias – Nós temos previstas doze conferências, sessenta e um simpósios temáticos, que são os locais de apresentação de trabalhos dos profissionais de história, duzentos e vinte painéis de alunos de graduação em história, quarenta e cinco mini-cursos, e temos, ainda, atividades culturais e exposições, como da ANPUH 25 anos, Sertão bravuras e bravezas, e, também, uma peça de teatro que é feita por um grupo do curso de História daqui da UFPB, o grupo História e Arte, que vai ser apresentada com um texto de uma historiadora.

RTL – Quem é essa historiadora? Sobre o que é a peça?

Dias – A peça vai ser apresentada hoje (28/07) no Teatro Santa Rosa, que é um teatro do século XIX, muito bonito, foi uma forma também que nós encontramos de mostrar o teatro para vocês, e o texto é da professora Joana Neves, que é uma das organizadoras do evento, e que está neste momento apresentando trabalho.

RTL – E sobre os números do evento? Quantos inscritos? Quantos profissionais estão aqui apresentando trabalho?

Dias – Apresentando trabalho nós temos uma média de duas mil pessoas. Estudantes de graduação nós temos uma média de 220. Participando do evento nós temos mais ou menos cinco mil pessoas. Desses participantes três mil e quinhentos devem ser profissionais e mil e quinhentos estudantes.

RTL – Qual a sua opinião sobre o fato de pessoas que não tem formação em história – em graduação ou pós-graduação – atuarem escrevendo e utilizando o título de historiador?

Dias – Eu acho que a ANPUH tem que retomar essa luta, o ano passado, infelizmente, o projeto de reconhecimento da profissão de historiador foi arquivado, mas a gente precisa retomar isso. Como membro da direção nacional sempre estive muito sensibilizada a esta questão, e como vou continuar na diretoria nacional, pretendo, junto com os meus colegas, retomar essa luta, porque eu acho que é fundamental o reconhecimento da profissão, para a gente de fato qualificar e ter as garantias, embora isso não seja imediato. Não é só porque é historiador que escreve algo de qualidade, a gente tem que melhorar os cursos de graduação também. Eu acho que essa é uma luta que a gente vai precisar retomar urgentemente, porque realmente, história é uma coisa muito séria, o passado forma identidades, o passado forma uma série de referências, e a gente tem que tomar muito cuidado com isso.

XXII Simpósio Nacional de História

O XXII Simpósio da ANPUH, realizado em João Pessoa, no campus da UFPB (Universidade Federal da Paraíba), no período de 27 de julho a 01 de agosto, contou com cerca de 5.000 participantes, entre eles pesquisadores brasileiros e estrangeiros, sendo este o maior evento da área de história no Brasil.

Sessão de abertura do XXII Simpósio Nacional de História.

Sessão de abertura do XXII Simpósio Nacional de História.

O evento, que contou com diversas conferências, simpósios temáticos, mini-cursos, e outras atividades, teve a sua abertura realizada no Espaço Cultural José Lins do Rego, no domingo à noite, a reunir, já aí, diversos pesquisadores, além de ter-se realizado a conferência de abertura do Simpósio com o prof. Dr. Edgar Salvadori De Decca, da UNICAMP e presidente da ANPUH (2001-2003), que discorreu sobre o tema do encontro: “História, acontecimento e narrativa.”

XXII Simpósio da ANPUH,

O Prof. Dr. Edgard Salvadori de Deca durante a abertura do evento.

Carla Ferretti Santiago, historiadora e professora da PUC-MG, em relação à importância do evento para os historiadores brasileiros afirma: “participo já há vários anos dos Simpósios da ANPUH, acho que eles são espaços de interlocução, de conhecimento das várias instituições do Brasil inteiro. São eventos grandes, por isso trazem uma série de problemas, mas vejo como espaço necessário para que os historiadores a nível nacional troquem suas experiências, então, sempre procuro estar presente para ver o que o meu colega do Rio Grande do Sul, de Goiás, de onde for, está fazendo.”

Pronunciamento do reitor da UFPB, prof. Jader Nunes de Oliveira, na solenidade de abertura.

Pronunciamento do reitor da UFPB, Prof. Dr. Jader Nunes de Oliveira, na solenidade de abertura.

Soma-se, ainda, que durante o Simpósio foi empossada a nova diretoria nacional da ANPUH, com a seguinte composição:

 

Presidente: Luis Carlos Soares – UFF

Vice-Presidente: José Miguel Arias Neto – UEL

Secretário Geral: João Pinto Furtado – UFMG

1º Secretário: Tereza Malatian – UNESP/Franca

2º Secretário: Margarida Maria Dias de Oliveira – UFPB/UNIPÊ

1º Tesoureiro: John Monteiro – UNICAMP

2º Tesoureiro: Antonio Carlos Amador Gil – UFES

 

Assim, o XXII Simpósio da ANPUH, durante uma semana, proporcionou a troca de experiências entre grandes nomes da história, não só do Brasil, mas, também, do exterior. O próximo evento nacional, em 2005, realizar-se-á em Maringá, no Paraná, sendo 2004 o ano para os eventos regionais, que, no caso do Rio de Janeiro, terá a UFRJ como ponto de encontro.

 

Entrevistas realizadas durante o XXII Simpósio Nacional de História:

António Manuel Hespanha

Carla Ferretti Santiago

James N. Green

Margarida Maria Dias

Para mais entrevistas com historiadores na Revista Tema Livre, clique aqui.

Para a leitura da cobertura de outros eventos, clique aqui.